DESO não terá viabilidade econômica enquanto não acabar com as superaposentadorias e reduzir superdesperdício de água

desus.jpg

por NE NOTÍCIAS, da redação

O governador Belivaldo Chagas (PSD) já anunciou que determinou que o Banese e a Deso se abram para o mercado de capitais“desde que o governo mantenha o comando”.

NE Notícias mantém o receio de que seja, mesmo acreditando na sinceridade do governador, um primeiro passo para a privatização.

No caso da Deso, que não deve deixar de cumprir seu papel social, atendendo aos mais pobres, há superaposentadorias e superdesperdício de água.

A companhia de aposentadorias de mais de R$ 30 mil, o que não tem nada a ver com os servidores que carregam a Deso nas costas, muito longe dessa dinheirama.

Isso, sem contar com o superdício de água potável que produz: mais de 50% por mês.

Se não corrigir esses excessos, próprios da coisa pública mal gerenciada, o governo esqueça alimentar interesses empresariais.

Em tempo: NE Notícias é contra a privatização da Deso e do Banese

scroll to top